Teca

Fundamental é amar/amar e viver/amar é viver/abrir-se ao outro/seja pássaro,flor ou gente! Ah vida..

Textos


                     Fora do  o texto

               Tão  fora do  contexto
               Essa dor sem rosto
               Entrelinhas do tempo sem pré _texto!
                Nesse turbilhão vôo  a riveria. 
                Livre, mergulho  em meu próprio desvio
              Vou por caminhos onde jamais iria...
              Na boca, esboço de um riso de fumaça. 
                  Em meus escombros,  tudo perfeito
                Até  esse gesto inútil,  contrafeito 
               Ritual, cirurgico, alma ausente...
                   Quem me dera a dor da paixão 
                 Que, em cortando- me asas,
          abrisse espaços  para os pés  nesse chão, 
          acendesse  a velha morada e suas brasas...
          Ah, na cozinha a parentela ao redor do fogão
          No jardim, novinho, meu velho cão.
          Aquele bom e velho sol sorrindo na janela
             Olhos amigos debruçados em meu portão 
         Traquinagens  ao entarder, um desencanto que seja.
             Ah, colocar  aí o sabor de um abraço
           desses de verdade, quentinho recheado,
            gordo, saído de um forno de quintal,
          sem código de barras, cheirando  à  perdão. 
        E... um tempo longo... Colhido madurinho
        Com os frutos da estação. ...
            
       

         
       



          
             
              
            
                 

                  

 
Teca
Enviado por Teca em 25/08/2016
Alterado em 16/10/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Teca e o site www.recantodasletras). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras